Falar com pessoas de diferentes nacionalidades vai deixar de ser um problema graças à assistente pessoal da Google. A Google Assistant vai conseguir traduzir conversas em tempo real em 27 idiomas. Esta foi uma das novidades apresentadas pela gigante tecnológica na CES, a maior conferência de tecnologia do mundo, que está a decorrer desde segunda-feira em Las Vegas.

É a alteração mais inovadora na assistente pessoal da Google: uma nova funcionalidade chamada "modo intérprete" consiste num tradutor simultâneo que irá automaticamente traduzir conversas em tempo real em 27 idiomas. A língua de ambos os sentidos da conversa será alterada consoante a que for escolhida. 

Ainda em fase de testes, a empresa não apresentou data oficial de lançamento deste sistema. A Google pretende que, primeiro, a ferramenta venha a ser utilizada em serviços que prestem atendimento de clientes de diferentes nacionalidades, como, por exemplo, hotéis e pontos comerciais das cidades. 

Mas o "modo intérprete" é só uma das muitas novidades divulgadas na CES. Sabe-se que a assistente da Google passará a estar presente no Google Maps, tanto como para Android como iOS. E com isto, será possível responder a mensagens de texto, controlar a reprodução de música e fazer as alterações necessárias na rota da viagem que se está a realizar.

Ainda dentro do carro, a Google desenvolveu acessórios com a Anker e a JBL que vão permitir um melhor funcionamento da tecnologia. Por exemplo, o utilizador vai poder recorrer à assistente sem ter de ser preocupar em desbloquear o telemóvel durante a condução.

Interessada em conquistar o mercado das smart tv's, a assistente também poderá ser utilizada nas televisões da Samsung lá para o final do ano. Será possível ligar e desligar a televisão, ajustar o volume e alterar o canal apenas utilizando a voz. 

A acrescentar às inovações já apresentadas, a assistente oferece ainda possibilidade de reservar hotéis e fazer o check-in de voos apenas através da voz. Primeiro só será possível fazê-lo na United Airlines, mas a empresa já tem o interesse de outras companhias aéreas.