Chama-se Justin McLeod e criou uma aplicação de encontros para o ajudar a superar uma desilusão amorosa. Tudo aconteceu quando a sua namorada de faculdade, que ele acreditava ser o amor da sua vida, o deixou devido a um quadro de alcoolismo.

Após esse episódio, Justin foi para uma clínica de reabilitação e até se estava a recuperar com sucesso, mas nunca conseguiu seguir com a sua vida amorosa.

Como não se sentia confortável com a ideia de frequentar bares devido ao seu vício, Justin começou a trabalhar na criação da aplicação, que batizou de Hinge, em 2011, para ajudá-lo a encontrar uma nova parceira.

Na altura, ele tinha 27 anos e estava a tirar um MBA numa escola em Boston, nos Estados Unidos.

“Estava com o coração partido e acreditava que nunca encontraria alguém como ela”, disse Justin, citado pela BBC.

A aplicação Hinge arrancou em força em 2012, no mesmo ano em que o Tinder, o seu principal concorrente foi fundado, mas isso não o impediu de se posicionar no mercado. A aplicação conta com 5,5 milhões de utilizadores em todo o mundo e regista uma receita anual de 5,2 milhões de dólares.

O jovem de 27 anos não encontrou um novo amor. Pelo contrário, toda a história o encorajou a tentar reconquistar o seu amor perdido, Kate Stern.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ride or die #husbandmaterial

Uma publicação partilhada por Justin McLeod (@justinpmcleod) a

Depois de uma entrevista televisiva, em que a jornalista partilhou que tinha uma história semelhante à de Justin, o jovem sentiu-se ainda mais encorajado e viajou até ao país da sua ex-namorada.

“A história dela encorajou-se e deu-me incentivo para não desistir e tentar mais uma vez, apesar de já terem passado sete anos (desde que se separaram)”, lembrou.

Entretanto Justin voou para a Suiça, onde Kate morava e trabalhava. Apesar de estar noiva de outro homem, a jovem concordou em encontrar-se com Justin.

Em apenas alguns dias, o casamento foi cancelado e Kate e Justin são, desde essa altura, novamente um casal.

Lara Ferin