A empreendedora portuguesa Sara Guimarães Gonçalves foi uma das vencedoras dos prémios do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT), que distinguem inovações nas áreas do clima, energia e saúde.

Sara Guimarães Gonçalves, uma das fundadoras da “startup” Trigger.Systems, ganhou o “Prémio EIT Woman”, no valor de 20.000 euros. A jovem de 25 anos trabalha na área das tecnologias aplicadas à agricultura e poupança de água.

Existe muito preconceito de género no nosso setor, mas a EIT InnoEnergy deu-me as ferramentas de empoderamento necessárias para fazê-lo”, disse a jovem após receber o prémio dedicado apenas a mulheres. A InnoEnergy trabalha na área da energia sustentável.

Os vencedores dos Prémios EIT foram escolhidos por um júri internacional e contaram com 19 candidatos de toda a Europa, competindo em categorias que reconhecem a excelência em inovação nas áreas do clima, energia, digitalização, alimentação, saúde e matérias-primas.

 

 

A cerimónia de anúncio dos prémios realizou-se na noite passada em Budapeste, na Hungria, e juntou mais de 400 empreendedores, inovadores e decisores. O prémio foi entregue por Tibor Navracsics, Comissário Europeu da Educação, Cultura, Juventude e Desporto.

Os vencedores são uma inspiração para os inovadores em toda a Europa e comprovam que o EIT, a maior rede de inovação da Europa, tem conseguido cada vez mais apoiar empreendedores ambiciosos, criar empregos e soluções para os desafios que nossas sociedades enfrentam”, disse o comissário, citado num comunicado do EIT.

Michael Dittel, da Alemanha, ganhou o “EIT Change Award” e o francês Marc Julien o “EIT Innovators”. Matthew Dickson, da Suécia, e David Pistoni Perez, de Espanha, ganharam respetivamente o “EIT Venture Award” e o “EIT Public Award”.

O EIT é uma iniciativa da União Europeia e foi criado em 2008 para potencializar a capacidade de inovação da Europa.