Um estudo publicado na revista Nature afirma ter descoberto o “berço da humanidade”.

Os cientistas cruzaram dados da genética, da arqueologia e do clima, e concluíram que é a sul do Rio Zambeze, no norte do Botswana, o lugar exato de onde vieram os humanos modernos.

O estudo analisou marcadores genéticos de populações que atualmente vivem na Namíbia e na África do Sul e os testes de ADN revelaram um ancestral comum.

Segundo o estudo, a chamada 'pátria ancestral' dos humanos modernos correspondia a uma paisagem repleta de vida, em tons azul e verde. Hoje, essa terra secou e deu lugar a desertos e salinas.

A investigação sugere que foram as mudanças no clima que levaram alguns grupos da população antiga a sair desse oásis e a ocupar o nordeste e posteriormente o sudoeste africano.

Para alguns especialistas, este é um estudo inconclusivo: dizem não ser possível reconstruir a história da origem humana apenas com base no ADN mitocondrial.

A controvérsia sobre a nossa origem certamente continuará, mas por agora, podemos sempre atualizar o mapa da evolução humana.

/ SS