Um estudo levado a cabo na Universidade de Amesterdão, na Holanda, chegou à conclusão de que o ser humano é hoje em dia menos inteligente. Temos vindo a perder qualidades desde a era vitoriana.

Os investigadores analisaram 14 estudos à inteligência, feitos entre 1884 e 2004, e concluíram que, ao longo destes 200 anos, os ocidentais perderam 14 pontos no QI, analisando o tempo de reação a um estímulo visual. Ora, no final do século XIX, a reação a esse estímulo ficava-se pelos 194 milésimos de segundo e em 2004 já tinha aumentado para 275 milésimos de segundo.

A culpa parece ser das mulheres, segundo um dos investigadores citado pelo «Huffington Post», porque as mulheres muito inteligentes tendem a ter menos filhos, ao contrário das menos dotadas.
Redação / CF