"Se o Mário Soares morreu, segunda não devíamos ir a escola. Temos direito a 3 dias de luto!" Esta é apenas uma das centenas de mensagens de alunos que queriam um dia de folga extra pela morte do antigo Presidente da República, mas tal não vai acontecer.

Mário Soares morreu este sábado e Governo decretou três dias de luto nacional, o que significa apenas que bandeiras nacionais são hasteadas a meia haste em todos os edifícios públicos “durante o número de dias que tiver sido fixado” pelo Governo e estão impedidos todos os festejos organizados ou promovidos por entidades públicas.

Estudantes ansiosos por mais um dia sem aulas usaram o Twitter para expressar as suas dúvidas sobre os dias de luto que António Costa tinha anunciado.

Face à morte do antigo Chefe de Estado, o Twitter foi a rede social escolhida por personalidades e anónimos para expressarem as suas condolências e memórias sobre Mário Soares.

Manuel Valls, Jean Claude Juncker, os Reis de Espanha e muitos deputados portugueses utilizaram aquela rede social para prestarem a sua homenagem, mas após o Governo ter decretado o luto nacional foram as mensagens confusas que inundaram o Twitter.

O nome do antigo Presidente da República foi o "Assunto do Momento" no Twitter, à frente dos jogos de futebol do dia.

Andreia Miranda