Uma investigação de uma universidade britânicos a antibióticos ancestrais revelou que um medicamento da era medieval pode ser a solução para tratar infeções modernas.

Em questão está um milenar remédio caseiro, chamado de ‘colírio de Bald’, à base de uma mistura entre cebolas, alho, vinho e sais biliares.

Durante o estudo dos efeitos deste medicamento no organismo, os investigadores da Universidade de Warwick descobriram que tem a capacidade de produzir atividade antibacterial. Ademais, a combinação de ingredientes mostrou causar danos reduzidos às células humanas.

A mescla funciona apenas, explicam os investigadores,  porque “há um trabalho de equipa” entre os componentes. O alho, que contém alicina, é responsável por travar grupos bacteriais unicelulares, mas, sem os outros ingredientes, não é capaz de bloquear biofilmes - comunidades de bactérias resistentes a antibióticos.

A maioria dos antibióticos que usamos hoje são derivados de compostos naturais, mas esta descoberta destaca a necessidade de explorar não apenas compostos únicos, mas misturas de produtos naturais para o tratamento de infecções por biofilme”, afirma a Dra. Freya Harrison, da escola de medicina natural da Universidade de Warwick, sublinhando que este medicamento medieval poderá sugerir novos tratamentos para feridas infectadas, como úlceras diabéticas nos pés e pernas. 

O próprio ‘colírio de Bald’ já havia sido estudado pela Dra. Christina Lee em 2015 durante uma extensa investigação ao Medicinale Anglicum, um antigo manuscrito inglês que contém instruções sobre diversos tratamentos médicos.

O colírio de Bald sublinha a importância do tratamento médico ao longo dos tempos. Mostra como as pessoas no início da Inglaterra medieval tinham pelo menos alguns remédios eficazes”, afirma Lee, investigadora da Universidade de Nottingham.

O estudo, publicado esta terça-feira na revista Science, adianta ainda que é necessária mais investigação no âmbito da medicina europeia pré-moderna para determinar se estes resultados vão ser utilizados na criação de um cocktail de produtos naturais “candidatos a serem integrados em pomadas ou outro tipo de curativos”.