Parece saído de um filme de ficção científica, mas o momento foi captado por um telescópio da NASA, a agência aeroespacial norte-americana. Um buraco negro destruiu uma estrela do tamanho do sol, num fenómeno conhecido como "perturbações da maré", e que acontece apenas a cada 10 mil a 100 mil anos.

De acordo com um artigo publicado na revista científica The Astrophysical Journal, o buraco negro em questão possui seis milhões de vezes a massa do sol. Este buraco negro situa-se na constelação Volans, a cerca de 375 milhões de anos-luz do Planeta Terra.

As imagens apresentadas pelos cientistas são ilustrações, feitas a partir de dados captados com frequências de ondas.