De acordo com um estudo realizado pela Nielsen Online, os sites de relacionamento social e os blogues, são responsáveis por quase 10 por cento do tempo passado na internet. Estes sites ficaram em quarto lugar depois dos sites de busca, os de interesse geral e os de softwares.

No ano de 2008 o tempo passado nestes sites subiu 63 por cento. Um em cada onze minutos online são passados em sites de relacionamento, disse a agência Reuters com base neste mesmo estudo.

Este aumento foi ainda mais marcante no caso do site mais popular de relacionamentos, o Facebook, onde se verificou um aumento de 566 por cento contra 3,1 por cento do ano anterior.

No ano passado o alcance destas redes cresceu mais de 5 por cento. Os utilizadores mais frequentes deste tipo de sites, de acordo com o mesmo estudo, são brasileiros, num total de 80 por cento.

Apesar do Facebook ser a mais famosa rede de relacionamentos, com 108,3 milhões de frequentadores exclusivos, as preferências variam em cada país.

O Facebook é o site mais visitado na Austrália, Espanha, Suíça, França, Reino Unido e Itália.

Muitos destes sites foram originalmente criados para um público mais jovem, mas actualmente esta tendência não se verifica.

Os mais recentes frequentadores do Facebook, com idades compreendidas entre os 50 e os 64 anos, chega a ultrapassar em dobro o número de utilizadores com menos de 18 anos.

Se a tendência actual se mantiver, em Junho de 2009, o Facebook terá no Reino Unido tantos frequentadores de 35 e 49 anos quanto os de 18.