Portugal e a Lituânia eram os dois países da União Europeia (UE) sem serviços de quinta geração (5G) no final de junho, de acordo com último relatório do Observatório Europeu para o 5G.

No final de junho de 2021, 25 países da UE-27 desfrutavam de serviços 5G", refere o relatório, sendo que Portugal faz parte do reduzido grupo de dois que não disponibiliza tecnologia 5G.

Atualmente, Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Chipre, Dinamarca, Estónia, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polónia, República Checa, Roménia e Suécia são os países da UE que já têm serviços 5G.

Em muitos países há mais do que um fornecedor de serviço 5G", refere o Observatório Europeu para o 5G, no relatório divulgado este mês.

Por exemplo, todos os quatro operadores na Dinamarca (TDC, Telenor, Telia, 3); em França (Bouygues Telecom, Free Mobile, Orange e SFR); na Itália (TIM, Illiad, WindTre e Vodafone); em Espanha (Orange, Masmovil, Telefonica e Vodafone) e na Suécia (Tele2, Telenor, Tre e Telia) oferecem serviços comerciais de quinta geração.

Em países como Áustria (T-Mobile, A1 e Hutchison); Bulgária e República Checa (Telefonica, T-Mobile e Vodafone); Finlândia (DNA, Elisa e Telia); Alemanha (T-Mobile, Telefonica e Vodafone); Grécia (Vodafone, Cosmote e Wind Hellas); Irlanda (Eur, Three e Vodafone); Luxemburgo (Post, Tango e Orange); Países Baixos (KPN, T-Mobile e VodafoneZiggo); Polónia (Orange, Plus e Play); e Roménia (Digi, Vodafone e Orange) são três os fornecedores de serviços 5G (móvel e/ou FWA).

Novos lançamentos de serviços comerciais ocorreram durante o segundo trimestre de 2021, com a Orange Slovakia e Melita a tornar-se em maio" deste ano "a primeira rede 5G nacional de Malta".

Relativamente ao desenvolvimento do 5G fora da Europa, o Observatório europeu salienta que "em outras regiões do mundo" a quinta geração tem progredido "a um ritmo rápido também".

Estimamos que estão perto de 180 os operadores que fornecem serviços comerciais 5G em todo o mundo no final de junho" deste ano, lê-se no documento.

No início de 2019 começaram a ser disponibilizados dispositivos 5G e no final de junho "mais de 600 dispositivos 5G foram anunciados".

Portugal avança esta quinta-feira para 133.º dia de licitação principal do leilão 5G, depois de na véspera as propostas dos operadores terem somado 336,4 milhões de euros, contra 335,7 milhões de euros no dia anterior.

Agência Lusa / NM