O Presidente dos Estados Unidos felicitou, esta segunda-feira, a equipa da NASA responsável pelo robô «Curiosity», que aterrou há uma semana em Marte, e falou com o seu diretor a quem pediu que se contactarem com marcianos que o avisem «imediatamente».

Numa conversa telefónica para o Centro de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena (Califórnia), Barack Obama agradeceu à equipa que realizou esta missão, que considerou um símbolo do compromisso dos Estados Unidos com o progresso e a inovação no espaço.

Antes de concluir a sua conversa, Obama - envolvido em plena campanha eleitoral para as presidenciais de novembro - fez um pedido entre risos aos engenheiros: «Se contactarem com marcianos, por favor, avisem-me imediatamente».

Obama destacou o duro trabalho desenvolvido durante anos por engenheiros, cientistas e toda a equipa da NASA para que o «Curiosity», que explorará durante dois anos o planeta vermelho, se tenha convertido em realidade. «Não podemos estar mais emocionados com o que está a acontecer», disse o Presidente norte-americano.

Barack Obama agradeceu a Espanha e aos restantes parceiros internacionais (Rússia, França, Alemanha, Itália, Canadá e Japão) a sua contribuição para dotar o «Curiosity» com os instrumentos tecnológicos mais avançados para poder levar a cabo a sua missão.

O robot «Curiosity» aterrou na madrugada do dia 6 deste mês na cratera Gale, de onde começou a enviar fotografias a branco e preto da superfície marciana e, durante dois anos, recolherá elementos para se detetar se alguma vez houve vida em Marte ou se há condições para que exista.

O diretor do Centro de Propulsão a Jato, Charles Elachi, agradeceu a chamada do Presidente Obama e desejou que a aterragem do «Curiosity» tenha inspirado milhões de crianças e jovens a seguir os passos da ciência.
Redação / MM