A NASA está a planear o envio de um enorme balão para o Espaço, na tentativa de perceber os segredos da formação das estrelas e dos planetas.

A missão Asthros vai partir da Antártida em dezembro de 2023 e vai passar três meses na secção da atmosfera onde fica a camada do ozono.

A NASA enviará dois componentes para o espaço: um balão do tamanho de um campo de futebol e um telescópio de infravermelhos especializado, projetado para detetar luz impercetível a olho humano.

O balão que a NASA vai enviar o espaço terá cerca de 122 metros de largura. Em baixo, terá um pequeno orifício onde estará o telescópio – chamado Asthros - e um sistema de arrefecimento para manter os instrumentos operacionais.

O balão vai pairar “bem abaixo dos limites espaciais”, a uma altitude de cerca de 40 mil metros. A equipa da Nasa responsável por esta missão poderá controlar o telescópio a partir da Terra e ter acesso aos seus dados para análise imediata.

"Lançaremos o Asthros para os confins do espaço, da parte mais remota e extrema de nosso planeta", disse Jose Siles, engenheiro do Laboratório de Propulsão de Jatos e responsável do projeto. "Se pararmos para pensar, é muito desafiador, o que também faz com que seja tão empolgante ao mesmo tempo"

Os testes vão começar no próximo mês.

Lara Ferin