A rede social TikTok anunciou que vai deixar de enviar notificações noturnas aos adolescentes, entre os 13 e os 17 anos, com o objetivo de reforçar a segurança da plataforma.

Os utilizadores entre os 13 e 15 anos vão deixar de receber notificações a partir das 21 horas e os utilizadores entre as 16 e 17 anos a partir das 22 horas.

Queremos ajudar os nossos jovens adolescentes a desenvolverem, desde cedo, hábitos digitais saudáveis", afirmou Alexandra Evans, chefe da política pública de segurança infantil do TikTok, e Aruna Sharma, chefe global de privacidade, numa declaração.

A rede social está, ainda, a ajustar as suas definições, para proibir que os jovens entre os 16 e 17 anos recebam mensagem diretas. Atualmente, as mensagens diretas estão apenas proibidas para os menores de 16 anos.

Acreditamos que é importante garantir a segurança dos adolescentes, por isso estamos continuamente a introduzir mudanças para personalizar a plataforma conforme a idade. Isso inclui tornar as contas dos menores de 16 anos privadas por padrão e proibir as mensagens diretas aos mesmos", esclareceram.

A plataforma vai, também, começar a perguntar, aos menores de 16 anos, cada vez que publiquem um vídeo: "Quem é que pode assistir a este vídeo?".

Vamos adicionar um pop-up para os menores de 16 anos, que pela primeira vez estejam a colocar um vídeo, pedindo-lhes que escolham quem pode assistir ao vídeo. Eles não poderão publicar os seus vídeos se não fizerem essa escolha", referiram.

Os adolescentes de 16 e 17 anos vão, ainda, poder escolher se permitem ou não que outras pessoas façam download dos seus vídeos. Os menores de 16 anos não tem a opção de ativar essa funcionalidade.

Se os jovens de 16 e 17 anos optarem por ativar esse recurso, vai surgir um pop-up a solicitar a confirmação da escolha", salientaram.
 

Redação / IC