Vai ser comercializado em Portugal, a partir de Setembro, um modelo de computador portátil dirigido às pessoas de terceira idade, conforme foi anunciado, esta terça-feira, pelo director da Rede para as Universidades de Terceira Idade (RUTIS), segundo informação da Lusa.

Luís Jacob, director da RUTIS, anunciou o início da comercialização do computador «Sénior Virtual» já em Setembro. O modelo está a ser desenvolvido pela instituição em colaboração com a Microsoft, a TMN, a Inforlândia e a Caixa Geral de Depósitos.

O objectivo da iniciativa é aproximar os mais velhos das novas tecnologias. «Vai ter um teclado maior, as letras vão ter maior destaque, o ecrã também é diferente. É um computador mais leve, sem periféricos, à excepção do rato, e a própria imagem do computador vai ser dedicada aos seniores», explicou Luís Jacob, à margem da sessão de abertura da Semana Aberta da Universidade Sénior de Castelo Branco.

«Os seniores, assim como todas as outras faixas etárias, possuem determinadas características que podem ser limitativas do uso das novas tecnologias. Uma dessas limitações, muitas vezes repetidas por seniores de todos os pontos do país, é a questão do tamanho das teclas de alguns portáteis», disse o director da RUTIS.

O «Sénior Virtual» vai estar à venda a partir de Setembro, para os alunos das Universidades Seniores, entrando posteriormente nos postos de venda normais, «vai ocupar um lugar de destaque no ensino da informática e aproximar este grupo etário das novas tecnologias, facilitando-lhes a acessibilidade», acrescentou Luís Jacob.