Stephen Hawking, um dos maiores e mais influentes astrofísicos do nosso tempo, afirmou que a humanidade tem apenas mil anos para encontrar um novo planeta e garantir a sobrevivência.

Enquanto discursava na Universidade de Oxford, no Reino Unido, Hawking falou sobre algumas das previsões face ao futuro da raça humana, admitindo que a humanidade tem que encontrar uma forma de sobreviver fora do nosso “frágil planeta” e da única casa que conhecemos.

O cientista aponta as armas biológicas, a inteligência artificial e, naturalmente, as mudanças climáticas como as potenciais ameaças que devem forçar os homens a dispersarem-se pelo espaço e garantir a sobrevivência da espécie.

Apesar de todo o pessimismo que ronda o discurso de Hawking, o cientista terminou a sua palestra direcionado-se para os alunos, a quem pediu que se “lembem de olhar para as estrelas e não para os pés." 

Tentem fazer sentido sobre o que observam, questionem-se sobre o que faz o Universo existir”.

A NASA tem trabalhado para descobrir outros possíveis planetas, denominados exoplanetas, capazes de sustentar a vida humana. No entanto, ainda não se descobriu como colonizar Marte...

Redação / FG