O Paquistão bloqueou este domingo a rede social Twitter devido à publicação de caricaturas do profeta Maomé, considerando-as um «conteúdo blasfemo», disse o porta-voz da autoridade de telecomunicações do país.

O site foi proibido pelo Ministério da Tecnologia da Informação e o esclarecimento transmitido à Autoridade de Telecomunicação do Paquistão foi de que havia material blasfemo, adiantou Mohammad Younis Khan à Agência France Press.

Um funcionário do ministério disse que tinha pedido várias vezes para que não fossem divulgadas caricaturas de Maomé no Twitter, mas o site não respondeu.