Há um novo design do assento do meio num avião que poderá acabar com o desagrado de alguns passageiros em ficar neste lugar durante um voo.

O assento do meio é considerado por muitos um lugar desconfortável por se verificar entre outros dois passageiros e não dispôr de muito espaço para apoiar os braços. Mas, em breve, isto poderá ser diferente graças a um novo modelo, concebido pela empresa Molon Labe Seating.

O modelo S1 da startup do Colorado, nos Estados Unidos, propõe que o lugar do meio fique ligeiramente atrás dos outros dois assentos e a uma altura ligeiramente mais baixa. Com o lugar do meio uns centímetros atrás, há um maior espaço para os ombros.

O diretor da Molon Labe Seating, Hank Scott, explicou à CNN as vantagens deste design.

Aquele pequeno recuo do lugar central significa que cada passageiro tem mais espaço para se sentar e estar confortável”, argumentou.

Os passageiros também já não vão ter de disputar os apoios para os braços. Nos novos assentos, estes apoios têm um declive, que permite uma forma de divisão, para que todos os passageiros possam descansar os braços.

Os assentos já foram aprovados pela Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos, em junho, e Hank Scott espera que cheguem aos aviões de em abril ou março de 2020. 

Apesar de ainda não se saber as companhias aéreas que vão receber estes assentos, já foi divulgado que uma delas é norte-americana.

Estas cadeiras foram idealizadas para voos comerciais de curta duração, apesar de estarem a ser pensadas outras versões com assentos acolchoados e ecrãs de televisão maiores para viagens mais longas.