O videojogo açoriano “Pecaminosa”, em que os jogadores se colocam na pele de um detetive e ajudam um mafioso a chegar ao céu, vai ser lançado para Steam e Nintendo Switch esta quinta-feira.

O jogo passa-se em Pecaminosa, "uma cidade-casino imaginária, erguida na fronteira entre os Estados Unidos da América e o México", e será lançado na quinta-feira, para computador, na plataforma Steam e para a consola Nintendo Switch.

Este jogo chegará ainda, nos próximos meses, às consolas Playstation4 e Xbox One.

A premissa é a de que o jogador controla "um detetive desgraçado no caso mais estranho da carreira: ajudar o fantasma de um mafioso morto a redimir-se dos seus pecados e chegar ao céu", como se lê na sinopse.

Na criação desta realidade está uma ideia inspirada na estética 'noir', que junta influências de filmes clássicos do género, de "Orson Welles, [Alfred] Hitchcock ou Fritz Lang", mas também de "neo-noir, como 'Sin City' ou 'The Spirit'", explicou à Lusa, em fevereiro, Lázaro Raposo, CEO da Cereal Games, que desenvolveu o jogo.

Na altura, o jogo ia estar disponível, em versão ‘demo’, no Steam Game Festival, e o responsável esperava ver um aumento das intenções de compra (wishlist).

Agora, passado esse primeiro teste, o ‘game developer’ aponta para uma “estimativa, com base na média de crescimento, de cinco mil pessoas” a adquirirem o "Pecaminosa" apenas na plataforma Steam.

Em vésperas do lançamento, o responsável diz que “não há nervosismo” e explica porquê: “fomos fazendo o nosso trabalho ao longo do tempo e continuamos a fazer o nosso trabalho”.

O jogo sai agora, mas há ‘updates’, futuros lançamentos…”, concretiza, acrescentando que “estaria mais nervoso se estivessem agora todos sentados à espera do que fosse acontecer depois do lançamento”.

O dia 27 de maio, data para que está marcada o lançamento deste videojogo produzido nos Açores, “acaba por ser mais um dia de trabalho”, até porque, “se não vender tudo num dia, agora há uma série de dias, meses, para ir vendendo o jogo com calma”.

Para garantir o retorno do investimento avançado precisam de vender cerca de "60 mil cópias", que vão ser comercializadas a 14,99 euros.

A empresa conseguiu angariar quase 13 mil euros numa campanha de 'crowdfunding', cujo objetivo era atingir os 10 mil euros. O restante capital foi avançado pela Cereal Games.

Pecaminosa - A Pixel Noir Game" é o primeiro jogo 'comercial' da Cereal Games, empresa fundada em 2014, que se dedica, principalmente a desenvolver "jogos sérios", explica o CEO.

Em seis anos de atividade, desenvolveram projetos nas áreas da educação, saúde, cultura e ciência, sempre encomendados por entidades.

Este é o primeiro jogo que desenvolvem com um propósito exclusivamente lúdico, sem ser feito "à medida de um cliente", e que será testado no mercado.

. / NM