Este sábado, dia 15 de maio, é o dia decisivo para os utilizadores do WhatsApp. A Facebook, empresa proprietária da 'app', marcou esta data como limite para aceitar as novas regras do serviço. Logo, se não aceitar os novos termos e condições corre o risco de deixar de poder ver e responder às suas mensagens. 

O "convite" à aceitação das regras começou a aparecer em janeiro deste ano, ao abrir a aplicação, e segundo a Facebook "ninguém vai ter as contas apagadas ou perderá funcionalidades no WhatsApp logo no dia 15 de maio". No entanto, depois dessa data, um lembrete contínuo vai começar a aparecer de modo a impelir os utilizadores a aceitarem os novos termos. 

Apesar de a empresa garantir que numa primeira fase as funcionalidades da aplicação "estão a salvo", revela também que inevitavelmente vão começar a perder-se funcionalidades, começando pela impossibilidade de ver e receber mensagens, e mais tarde, fica impedida a receção de chamadas áudio e videochamadas. 

Depois deste momento, e optando o utilizador por não aceitar os novos termos e condições, a conta não vai ser apagada, mas vai passar a um estado de "conta inativa", que pode ser apagada ou recuperada pelo utilizador, mediante aceitação das tão polémicas condições. 

Diogo Assunção