A Soares da Costa considera «importante» ter ganho a adjudicação do troço de alta velocidade Poceirão-Caia, porque «trará competências novas» que permitirão à empresa concorrer noutros mercados em projectos desta natureza, disse à Lusa o presidente-executivo da empresa.

«Para a Soares da Costa é importante num duplo aspecto, por aquilo que representa em obra a executar no curto-prazo e por aquilo que trará de competências novas que nos permitirão concorrer noutros mercados em projectos desta natureza», declarou à Lusa o CEO da Soares da Costa, Pedro Gonçalves.

O concessão RAVE Poceirão-Caia, da ligação de alta velocidade entre Lisboa e Madrid, foi provisoriamente adjudicada ao agrupamento ELOS - Ligações de Alta Velocidade, na qual a Soares da Costa Concessões é co-líder e detém uma participação de 16,3 por cento, anunciou este sábado em Évora o primeiro-ministro.
Redação