É o primeiro indicador oficial da evolução do mercado de trabalho em Fevereiro: no segundo mês do ano foram atribuídos 24.283 subsídios de desemprego, mais 73% do que em período homólogo, cita o «Diário de Notícias».

Este valor inclui duas situações. Por um lado, os novos subsídios de desemprego, que quase duplicaram (mais 93%); por outro lado, as novas prestações do chamado subsídio social - destinado a famílias com um rendimento por pessoa inferior a 335 euros por mês -, que aumentaram 30%.

Estes dados referem-se aos pedidos que foram aceites pela Segurança Social. Uma vez que as novas situações crescem acima do normal, aumenta também o número global de beneficiários. Há agora 290 mil desempregados subsidiados, o valor mais alto desde o início de 2007, que representa um aumento homólogo de 14%.
Redação / CPS