A NASA partilhou uma imagem fascinante de uma aurora “dragão”. O fenómeno ocorreu na Islândia e foi publicado pela agência espacial americana no dia 18 de fevereiro, nas redes sociais.

Os céus da Islândia iluminaram-se em tons esverdeados, nos quais se podia observar a silhueta de um dragão. A cabeça e as asas da criatura mitológica, em contraste com o céu negro, são facilmente detetáveis.

A imagem ganha ainda mais espetacularidade conhecendo o método escolhido para a captura da fotografia. O fotógrafo utilizou um figurino humano de modo a criar a noção de perspetiva para acentuar a dimensão da aurora "dragão".

As auroras boreais são um fenómeno natural causado por partículas emitidas pelo Sol que colidem com a atmosfera terrestre. Dessa colisão resulta a refração da luz branca, que acaba por iluminar os céus com as mais variadas cores num espetáculo único.

A aurora “dragão” torna-se ainda mais misteriosa por ter ocorrido durante um período de atividade solar relativamente baixa. O que significa que, na altura em que se deu o fenómeno, o sol não estaria a emitir tantas partículas carregadas como usualmente acontece durante as auroras boreais.