11 de Setembro: 20 anos depois, a dor é a mesma

Um por um os nomes das quase 3.000 pessoas que morreram nos atentados voltaram a ser lidos, em voz alta.
 

Sobre "Jornal das 8"