30 anos depois, Fátima recuperou o direito de chamar mãe a alguém

Através de uma carta e de várias mensagens no Whatsapp, Fátima Duarte, residente em Valongo, conseguiu encontrar a mãe que já não via há 30 anos.

Sobre "Jornal da Uma"