7200 pessoas colocam deputados a discutir morte súbita cardíaca

Por dia, em Portugal, morrem 27 pessoas vítimas de morte súbita cardíaca. Por outros números, é mais de uma vítima por hora. A taxa de sobrevivência no nosso país é das mais baixas da Europa e grande parte da população não sabe prestar os primeiros socorros. Esta inquietante realidade vai ser discutida sexta-feira na Assembleia da República, graças à petição "Ser reanimado é um direito de todos e saber reanimar é um dever de cada um" que arrecadou mais de 7200 assinaturas. A iniciativa pertence à Associação Movimento Salvar Mais Vidas. Gabriel Boavida, presidente da associação, esteve no Diário da manhã desta quinta-feira

Sobre "Diário da Manhã"