90 residências para menores em risco escrutinadas em investigação

Uma equipa de investigação da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto está a traçar um perfil da rede de acolhimento residencial para crianças e jovens em risco. Há mais de 400 casas em Portugal, 40 já foram analisadas. Dimensão das casas, segregação e falta de especialização dos técnicos são para já algumas das conclusões que se começam a desenhar. Veja agora parte da reportagem que pode ver, na íntegra, logo à noite, no SOS24

Sobre "SOS 24"