Enquanto os fogos na Amazónia preocupam o mundo, pelo impacto ambiental que terão no Planeta, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, reage com passividade, recusando fazer uso das Forças Armadas para combater os incêndios.