«A minha manifestação no banco não é de andar quase ao grito»

Bruno Lage sobre os eventuais constrangimentos de não poder sentar-se no banco de suplentes do Benfica no jogo desta terça-feira com o Leipzig