“A Ria sem gente não é Formosa”. Covid-19 foi duro golpe na apanha de bivalves

A Ria Formosa tem uma paisagem rica em fauna e flora, mas é também um meio de subsistência de 1.500 famílias que vivem dos viveiros de bivalves. Os mariscadores e viveiristas, em Faro, dizem que a pandemia tornou a ria menos formosa.

Sobre "Jornal da Uma"