"A situação estava segura", diz presidente da câmara de Borba

Apesar dos testemunhos de que a estrada era perigosa, a câmara nega que existisse risco iminente. Durante anos a manutenção da via foi realizada pela empresa Infraestruturas de Portugal. Em 2005, a estrada passou a ser municipal, a cargo das autarquias de Borba e Vila Viçosa.