"Acredite Se Quiser": parecem "fake news", mas não são

Estas notícias são verdadeiras, mas são tão inacreditáveis que até parecem mentira, por isso acredite se quiser. A rubrica de Marco António, desta vez, num campo de rubgy