Adriana Batista foi presa ilegalmente durante quatro meses e acusada de violência doméstica

Adriana Batista foi acusada de agredir o ex-companheiro, agente da PSP. Presa ilegalmente durante quatro meses, acabou por ser libertada. Mas foi ela a vítima de violência doméstica, durante anos, numa relação abusiva.

Sobre "Reclusa nº 24"