António Costa: "Estas medidas são duras, mas são as necessárias"

O primeiro-ministro afirmou, esta segunda-feira, que as medidas restritivas são duras, mas são necessárias para travar a pandemia.

Em Vila Verde, onde assinou os acordos de colaboração entre o ministério da Saúde e as Misericórdias, António Costa lembrou que até haver uma vacina "verdadeiramente eficaz", cumprir as medidas de proteção é o melhor conselho.

Sobre "Notícias"