Aprovada lei que torna o Brexit sem acordo ilegal

É uma derrota para o primeiro-ministro, Boris Johnson, que sustentava uma saída sem acordo no próximo dia 31 de outubro. O novo revés obriga a um adiamento do Brexit para 31 de janeiro de 2020