"Assistimos à Uberização da distribuição da droga”

José Goulão, diretor-geral do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências, garantiu na TVI24 que, apesar do Relatório Europeu das Drogas ter identificado o surgimento repentino de novas substâncias, são as tradicionais que mais preocupam os profissionais, com destaque para a heroína e cocaína.

O especialista confirmou ainda que o tráfico de droga se reinventou durante a pandemia de covid-19 e que “assistimos à Uberização da distribuição da droga”.

Sobre "Notícias"