Atentados de Paris: segurança do Bataclan salvou centenas de pessoas

"Didi" deu a primeira entrevista após os atentados. Tem 35 anos, é argelino e prefere não mostrar a cara às câmaras