Avião da droga: polícia reconstitui passos de João Loureiro

No caso do avião apanhado no Brasil com de meia tonelada de cocaína, o mistério mantém-se.
A polícia continua a seguir várias pistas e pontas soltas, nomeadamente, as suspeitas que recaem sobre a sociedade que pagou mais de 100 mil euros pelos voos no jato privado em que viajou João Loureiro. 
Como mostra a reportagem da TVI em São Paulo, a sede desta empresa de luxo não tem nada.
 

Sobre "Jornal das 8"