Barcelona foi atingida por um "tsunami democrático"

Os protestos na Catalunha teimam em não acalmar e as ruas de Barcelona desde terça-feira que passaram a ser autênticos campos de batalha entre manifestantes e a polícia. 

Esta quarta-feira é o terceiro dia de atos de violência que já resultaram em pelo menos 51 detenções, segundo o último balanço, de dados ainda provisórios, fornecido pelo governo espanhol.

Nas operações de manutenção de ordem, ficaram feridos, até agora, 72 polícias.

De acordo com a enviada especial da TVI a Barcelona, Margarida Martins, Barcelona acordou calma, pelo menos na região de Ramblas. O mesmo não aconteceu nas imediações da delegação do governo de Madrid, onde os violentos confrontos entre os manifestantes e a polícia se prolongaram até de madrugada.

Um grupo de protestantes de uma ala mais radical criaram o movimento "Tsunami Democrático", com o propósito de reagir às sentenças aplicadas aos políticos independentistas.

Sobre "Notícias"