BE lembra que Tancos é um "processo longo" usado em campanha

 A coordenadora do Bloco de Esquerda considerou hoje que não ajuda ninguém que um processo longo como o de Tancos "seja utilizado" na campanha eleitoral, sem todos os dados, deixando claro que "numa democracia ninguém está acima da lei".

Catarina Martins falou com os jornalistas a bordo de um comboio entre Faro e Lisboa, numa altura em que já havia notícias, mas ainda não era conhecida oficialmente a acusação do Ministério Público ao ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes, de abuso de poder, denegação de justiça e prevaricação no caso de Tancos.

"Como digo, este é um problema que não vem de agora, é um problema que tem um tempo longo, talvez até longo demais. Não me parece que ajude ninguém que, em período de campanha eleitoral, um processo que é longo seja utilizado nessa mesma campanha, quando não conhecemos os dados todos", disse.

Sobre "Jornal da Uma"