E-toupeira: oficial de justiça rompe o silêncio