Bruno de Carvalho: “Isto que me foi feito foi um crime”

Bruno de Carvalho explicou as críticas aos jornalistas, feitas à entrada do Tribunal Criminal de Monsanto. O antigo presidente do Sporting clarificou que é diferente ter sido declarado inocente por não ter havido qualquer prova do que “absolvido por falta de provas”. O Bruno diz ter sido alvo de um crime e “em confinamento há dois anos”. O ex-presidente leonino considera que deve ser reconstituído sócio do Sporting Clube de Portugal.

Sobre "Notícias"