Cancro da cabeça e pescoço mata três pessoas por dia, mas portugueses desconhecem sintomas

Apenas 27% dos inquiridos num estudo que envolveu cinco países, entre os quais Portugal, disseram conhecer os sintomas do cancro da cabeça e do pescoço e 38% admitiram nunca ter ouvido falar deste tipo de tumor.

Leonor Ribeiro, médica oncologista, disse que os portugueses recorrem muito tarde ao tratamento, precisamente por desconhecerem os sinais de alerta.

Corrimento nasal com sangue, feridas na boca, manchas brancas ou avermelhadas na língua, rouquidão, entre outros.

Apesar de serem sintomas que se podem confundir com uma constipação ou uma infeção, a especialista alerta que se não desapareceram ao final de duas ou três semanas, as pessoas devem marcar uma consulta médica. 

Sobre "Diário da Manhã"