Canil em Gouveia: "É uma situação que já dura desde setembro"

Uma mulher acusada de 23 crimes de maus-tratos a animais tem mais de 100 cães num outro canil.

A proprietária de um canil em S. Paio, em Gouveia, foi acusada pelo ministério público da prática de 23 crimes de maus-tratos a animais de companhia.

O canil Cantinho da Lili foi encerrado, em setembro, e os cães entregues a fiéis depositários.

Agora, a mulher tem mais de 100 animais nas mesmas condições noutro canil com o mesmo nome, desta vez em Moimenta da Serra.

Contactada pela TVI, a Direção-geral de Alimentação e Veterinária confirmou que já ordenou o encerramento deste novo canil.

É a segunda vez, em sete meses, que a proprietária dos canis recebe uma ordem deste género.

No entanto, a TVI sabe que a mulher já apresentou uma providência cautelar à GNR de Gouveia com data de sexta-feira, para tentar atrasar o encerramento do canil e a recolha dos animais do espaço.

Os animais ainda permanecem no local, em condições que já levaram populares a invadir o espaço para os alimentar.

A proprietária do terreno, Lurdes Perfeito, revelou à TVI que a responsável pelo Cantinho da Lili "ia de forma muito irregular" ao canil de quinta-feira a segunda-feira, entre os meses de setembro e março.

A TVI tentou falar com o Cantinho da Lili mas, até ao momento, não obteve resposta.

Sobre "Notícias"