Caso Joe Berardo: "A banca foi conivente ao longo dos tempos com pseudo empresários"

A Circulatura do Quadrado desta semana analisou a detenção de Joe Berardo por suspeita de fraude na Caixa Geral de Depósitos (CGD). 

Na ótica de Ana Catarina Mendes, a banca "foi conivente ao longo dos tempos com pseudo empresários" e considerou essa situação "grave". 

"Como é que estes pseudo empresários conseguem empréstimos elevadíssimos com a conivência da banca?", questionou. 

Em discordância com Lobo Xavier, que considerou que a comissão de inquérito à CGD deveria ter ido mais fundo, a socialista referiu: "se há coisa que a comissão de inquérito fez foi colocar em evidência estes grandes devedores". 

Ana Catarina Mendes mostrou-se ainda esperançada que seja feita uma "investigação a sério" para que "não fiquemos só por aqui".

"Ninguém pode ficar impune nesta situação, porque os portugueses têm o direito de saber o que aconteceu neste banco público", reforçou.

Sobre "Circulatura do quadrado"