Caso Rendeiro: compra de apartamento no valor de 1,1 milhões pelo motorista "é altamente suspeito"

Dezenas de inspetores da Polícia Judiciária estão esta manhã a fazer buscas, entre outros, ao ex-motorista de Rendeiro, Florêncio de Almeida, suspeito do crime de branqueamento de capitais.

Henrique Machado, editor de justiça na TVI, considera "altamente suspeito" a compra de um apartamento, no valor de 1,1 milhões de euros, por parte do motorista que João Rendeiro, que depois cedeu o usufruto desse mesmo apartamento à mulher do patrão.

Sobre "Notícias 24"