Caso SEF: tribunal aceita anular reconstituições

No julgamento do homicídio do emigrante ucraniano, no Aeroporto de Lisboa, os três inspetores do SEF conseguiram que, para já, o tribunal não desse como válida a reconstituição, realizada na fase de inquérito com as testemunhas.

A anulação tem por base que nem os advogados nem os arguidos foram convocados para assistir.

Sobre "Jornal das 8"