Centeno defende apoios temporários e cirúrgicos à economia e ao emprego

O governador do Banco de Portugal defende que os apoios do Estado à economia e ao emprego têm de ser temporários e cirúrgicos.

Numa conferência sobre o desenvolvimento económico português, Mário Centeno deixou vários recados ao Governo.

Sobre "Jornal da Uma"