CGD pronta para "sim" final de Bruxelas à capitalização

Primeiro-ministro explica que os prejuízos recorde da Caixa Geral de Depósitos dizem respeito não apenas ao ano de 2016, mas ao crédito malparado que foi acumulado ao longo de anos. António Costa explica que o reconhecimento desta situação era essencial para ter a aprovação de Bruxelas ao plano de capitalização, que irá ser concedida ainda hoje