Chefes de urgência desresponsabilizam-se por incidentes devido à falta de médicos

A falta de médicos nas equipas hospitalares de Lisboa Norte levou 21 chefes de urgência a subscreverem um texto de escusa de responsabilidade. Os médicos consideram que não se encontram asseguradas as boas práticas clínicas.

Sobre "Jornal das 8"