«Com este discurso o que Seguro pede não é apoio, mas pena»